luizhelvecio@amoramente.com.br

Por que devemos praticar a meditação?

Meditamos para acalmar o cérebro e dar espaços na mente. Dar espaços para ter novas ideias, limpar o lixo mental, ser mais positivo, ter mais saúde e ficar mais jovem. Isso mesmo, rejuvenesce quem faz meditação diária.

Nos breves espaços em que a mente fica em branco, é que temos nossos momentos de inspiração. Sabe quando você está tomando seu banho gostoso no chuveiro... costuma ser um dos melhores lugares para se ter uma boa ideia. Porque ali você fica presente, sentindo a água que cai, o cheiro do sabonete, a temperatura e nada mais. Nessa hora, você tem um breve "blackout", um pequeno desligamento geral. Quando as chaves da energia cerebral se religam, também novas ligações se fazem e uma nova conexão especial acontece. Juntam-se ideias que estavam guardadas e surge algo inovado. Um insight. Um momento EUREKA! Quando damos uma pequena pausa, desocupamos espaços e com isso, o cérebro consegue fazer a conjugação de ideias.

Quais são os benefícios da meditação?

Atenção plena no presente;
Viver o aqui e o agora;
Perceber os pensamentos que vêm e vão
Sem julgamento;
Ter uma mente de principiante desfrutando o momento.

Richard Davidson, um dos maiores professores e pesquisadores da área de Psicologia e Psiquiatria da Universidade de Wisconsin, Madison, vem estudando Meditação e mindfulness há anos.

Em seus estudos, analisou o cérebro de monges e viu que os mestres budistas ficavam acordados com ondas cerebrais mais lentas, como se estivessem dormindo. Ou seja, mesmo acordados, tinham menos pensamentos, muito mais foco e assertividade. Suas ondas cerebrais em meditação média correspondem a um estado de sonho entre 6 a 8 hertz de velocidade. Nossa mente em vigília fica entre 8,5 e 10 hertz. Em meditação profunda, os mestres abaixavam a onda para a velocidade de 4 hertz, o equivalente ao nosso sono profundo. E, no entanto, estavam acordados e bem vigilantes.

Pensamos em média de 60 a 80 mil pensamentos por dia, uma média de um a dois pensamentos por segundo.

Aprender a diminuir o tanto de pensamentos não é deixar de pensar, mas ter mais clareza entre um e outro pensamento e dar mais espaço entre eles. Os mantras também servem para ocupar o lugar de um pensamento, pois repetindo, você não pensa. A respiração faz o mesmo papel, assim como a ioga, onde procura-se focar no exercício e no alongamento.

Qual a vantagem de tudo isso?
Menor velocidade e melhor atividade mental;
Maior afluxo de sangue ao cérebro, o que alimenta melhor células que não se renovam;

Mais foco e melhor condução da atividade cerebral pelo córtex pré-frontal esquerdo, que é a parte mais racional, que calcula melhor e comanda todo o resto do cérebro, que dá ordens ao sistema límbico e diz o que devemos ou não fazer sem ser no impulso.

O córtex pré-frontal direito é mais sensível, emocional e impulsivo. Quando ansiosos, irritados ou inquietos, a sua atividade é maior. Entretanto, ao meditar, o lado esquerdo passa a dominar e ficamos mais calmos e mais focados. Se meditarmos todos os dias, por pelo menos 10min, o nosso córtex pré-frontal ficará mais ativado e melhoramos nossa saúde física e mental.

Quais as vantagens da meditação diária?

Meditando diariamente você melhora a imunidade;

o foco e a atenção;
a criatividade;
a paciência;
a amorosidade.

Diminui depressão, ansiedade e compulsões; e as doenças inflamatórias;

Aumenta o tamanho dos telômetros (são partes dos nossos genes que se dividem para multiplicar as células) em 40%, responsáveis pela duplicação das células e pelo rejuvenescimento.



.

Estruturação de conteúdo e design Contaccta Programação Via Corporate